Qualidade de Vida

COMO VIVER MELHOR E COM MAIOR QUALIDADE DE VIDA

ASPECTOS GERAIS

Como em outras fases da vida, o climatério é um desenvolvimento para a mulher como um todo, isto é, ocorre em seu físico mas tem repercussões principalmente em seu psíquico.
Devemos lembrar que a Humanidade está em um momento muito especial devido aos avanços da Medicina e das novas tecnologias.  Cada vez mais, as pessoas permanecerão mais tempo vivas e ativas, com qualidade de vida cada vez melhor.  E o mundo, as organizações, a sociedade estão mudando para poder receber essas pessoas.

Se outrora uma mulher de 40 anos já era considerada idosa, seus cabelos deviam ser brancos, esperava-se que seu corpo já não despertasse vaidades, hoje a ninguém mais é permitida essa imagem.

A Sociedade não tolera essa visão e a própria mulher não aceita esse papel, participando e buscando ativamente essas mudanças.

E isto começa com cada uma de nós: adaptar-se aos costumes que se modificam, atualizar-se, participar.

Enfim, perceber que as fases da vida não imutáveis, mas dependem de como eu me sinto e desejo mudá-las.  A começar por mim mesma.  Não fazer nada leva à rotina, à solidão, ao passado.  Sentir-se capaz, buscar, leva a objetivos de vida, prazer e satisfação.
Vários fatores são responsáveis para que você se mantenha saudável em seus próximos anos de vida.

CAMINHADA & ALONGAMENTO

Alongamentos para serem feitos antes da caminhada.
Os exercícios de alongamento são propostos para reduzir a tensão muscular.  Por isso, ao fazê-los, relaxe, entre em sintonia com os seus músculos.  Faça os alongamentos de forma regular e com freqüência.  Faça-os devagar, dê tempo à sua mente e ao seu corpo para se acostumar às tensões da atividade física.

PLANO DE CAMINHADA

Nossa recomendação é que realize o plano de caminhada.  Todos podemos praticá-lo; não requer talento especial, habilidade de atleta ou compra de equipamento.

Nós nos baseamos na recomendação do Colégio Americano de Medicina Esportiva.

PERÍODO FREQÜÊNCIA
(dias alternados)
DURAÇÃO CANSAÇO SUBJETIVO
1a a 4asemana Pelo menos 3x/semana 10 a 20 min. Fácil
5a a 8asemana Pelo menos 3x/semana 15 a 30 min. Ligeiramente cansativo
9a a 12asemana Pelo menos 3x/semana 20 a 45 min. Ligeiramente cansativo

Consulte o seu médico que ele lhe ajudará e lhe orientará, de acordo com a sua idade, a escolher o período e a repetição da freqüência destes exercícios.

PLANO DIÁRIO DE EXERCÍCIOS

Recomendamos que você comece progressivamente a fazer estes exercícios, nunca vá além de sua capacidade; consulte seu médico que lhe orientará neste sentido.

COMO RELAXAR

  1. Tenha um papel social ativo e participe de grupos que tenham seus interesses.
  2. Exercite sua capacidade mental (leia, decore uma poesia, faça cálculos).
  3. Busque satisfação na sua vida e no trabalho que faz (crie, capriche, sorria).
  4. Mantenha qualquer atividade física, por mais reduzida que seja.
  5. Use e tenha um tempo de lazer
  6. Faça exercícios sistemáticos, lentos, não competitivos.  Aumente com cautela a freqüência, a intensidade e a duração deles.
  7. Evite angústias, solidão, isolamento, tédio, medo das noites e dos fins de semana.  Confie em você mesma; descubra seu valor e o papel que você tem (e terá) em sua família, sua comunidade e no mundo.
  8. Tenha um tempo só para você e para cuidar de você.  Não fique com a impressão de que “não está fazendo nada ” ou que “tem coisa mais importante para fazer”.

Uma das formas mais baratas e simples para começar a cuidar de você é conseguir um encontro consigo mesma através de relaxamento.

Muita tensão em seu corpo atrapalha você e o seu relacionamento com os outros.  Por quê?  Porque, ao diminuir a tensão no corpo, provocada pelos conflitos diários, nos sentidos “mais leves”, nos damos um tempo maior para verdadeiramente observar os fatos e as pessoas como eles são, e só aí, provocar nossas respostas.

Se a tensão estiver presente, estaremos como um “barril de pólvora”: ao menor contato, frente ao menor problema, haverá uma explosão muito maior do que a necessária.

Preste atenção e grave: a tensão em seu corpo não vem de fora.  É alguma coisa que você produz.

Portanto, observe e relaxe.

Não há horários fixos para exercícios.  Observe durante o dia:

  1. Qual o horário em que você fica mais agitada.
  2. Quais os sintomas principais como inquietação, nervosismo
  3. Seja sincera consigo mesma e perceba se existe uma tendência para você se colocar neste estado e permanecer nele, usando vários pretextos para prolongá-lo
  4. Quais as manifestações no seu corpo e como variam (aumento de batimento cardíaco, má digestão, sono agitado, etc.)

Anote as respostas a estas questões.  Depois de 30 dias de relaxamento, responda novamente estas questões anote e compare se houve mudanças.

Como pontos especiais de referência de referências, aconselhamos registrar manifestações nas suas atividades diárias tais como:

  1. Dormir com dentes apertados e ranger dentes
  2. Manter a boca e a mandíbula sempre apertados
  3. Andar com o esfíncter anal contraído
  4. Observar se os ombros estão tensos e levantados
  5. Anotar movimentos repetitivos com as mãos ou pernas/pés, como balançar enquanto está sentada, bater os dedos na mesa.

Os exercícios e técnicas expostos são o fruto de pesquisa e a experiência de renomados profissionais em suas áreas de atuação, e podem ser feitos por praticamente todas as pessoas; consulte seu médico em caso de dúvidas ou qualquer outra queixa, pois ele lhe ajudará e lhe orientará neste sentido.